RECEITAS PARA EVITAR E DIMINUIR OS CÁLCULOS RENAIS

31/08/2015 23:47
Formados pela aglomeração de cristais na urina, os cálculos renais atingem uma grande quantidade de pessoas - de 5% a 15% da população, segundo dados mundiais.
Hábitos como baixa ingestão de água, excesso de consumo de sal e sedentarismo favorecem a formação de cálculos.


COMO PREVENIR

 



Laticínios e tomate não são proibidos. Uma adequada quantidade de cálcio (quatro porções ao dia) é necessária para ligar-se ao oxalato no intestino e impedir sua absorção em excesso. O tomate possui muito pouco oxalato e não precisa ser cortado.




Beba muita água


O recomendado para quem já teve cálculo é urinar dois litros diários, o que significa beber ao menos dois litros e meio de água. Mas, como a indicação varia em função das condições climáticas e do nível de atividade física, o melhor para saber se a ingestão é suficiente é ficar de olho na cor da urina, que deve ser clara.




Beba chá de quebra-pedra


O chá de quebra-pedra relaxa o sistema urinário, facilitando a expulsão dos cálculos. Tomar um litro de chá das folhas de quebra-pedra ao dia.




Fuja de proteína e sal


O problema não está em comer um bife por dia, mas em exagerar. Evite especialmente carnes vermelhas. Dietas como Atkins e South Beach, que abusam das proteínas em detrimento dos carboidratos, não são indicadas. E não basta eliminar o saleiro da mesa: diminua o consumo de alimentos industrializados como sopas, molhos e temperos prontos, geralmente ricos em sal.




Aposte nos cítricos

Limão e laranja são ricos em citrato, substância inibidora de cristalização, que ajuda a evitar a formação de cálculos.


Evite os suplementos

A vitamina C é metabolizada e transformada em oxalato, prejudicial para quem tem propensão a cálculos. Mas não tem problema consumir frutas e verduras ricas na substância – a quantidade adquirida pela dieta não é prejudicial, ficando em torno de 100 mg diários. Já os suplementos podem ter até 2 g por comprimido e não são recomendados.

Cuidado com o calor

Um estudo brasileiro com mais de 10 mil funcionários da indústria siderúrgica mostrou que aqueles que trabalham mais próximos a fornos de temperatura elevada têm nove vezes mais chance de formar cálculos renais do que os que trabalham em temperatura ambiente. Isso porque a perda de líquido pelo suor torna a urina concentrada, o que predispõe ao problema. Tomar muito líquido ajuda a prevenir.