TRE NEGA CASSAÇÃO DE REGISTRO DO EX VEREADOR PAULO SANTIS

30/01/2013 00:40

 

 O Tribunal Regional Eleitoral (TER) do Paraná julgou improcedente a ação que pedia a cassação do registro de candidatura de Paulo Santis (PTB), que concorreu ao cargo de vereador em Rolândia nas eleições do ano passado. A posição do TRE, tomada na terça-feira 29, confirmou a decisão do juiz eleitoral de Rolândia, Alberto José Ludovico, que julgou a prova contra Santis – um vídeo – insuficiente para caracterizar a compra de votos. A decisão cabe recurso e o caso pode subir para o Tribunal Superior Eleitoral.


  A ação havia sido proposta pela coligação do ex-prefeito Eurides Moura, derrotado nas eleições de 2012. A coligação apresentou um vídeo em que uma pessoa falava com Santis sobre cestas básicas. Apenas o autor do vídeo foi ouvido como testemunha por Ludovico, que decidiu que não houve o crime eleitoral. A prova foi inconsistente.

 Condenação mudaria Câmara

 Se fosse condenado, os 709 votos conquistados por Paulo Santis seriam anulados. Dessa maneira, a coligação PTB/PMDB/PR/PDT perderia uma cadeira que passaria para a coligação PSB/PTN. Em português: Waldemar Moraes (PMDB) daria lugar para Milton Alves (PSB).

A decisão do TRE deve ser publicada no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral ainda nesta semana. Se a parte que propôs a ação quiser recorrer, terá três para isso.

 

fonte: Jornal de Rolândia