CRIANÇA PEDE ÁGUA DURANTE O PRÓPRIO VELÓRIO

CRIANÇA PEDE ÁGUA DURANTE O PRÓPRIO VELÓRIO

"Pai, água!". O pedido não teria nada de incomum, não tivesse sido feito por uma criança de dois anos que se levantou do caixão durante o próprio velório. O caso aconteceu no último sábado (13), em Belém (PA). A criança foi levada rapidamente ao hospital, mas acabou morrendo. As informações são do Conexão Noroeste.

Kelvys Simão dos Santos teve febre e dificuldade para respirar na sexta-feira, e foi levado a um hospital da cidade. Pouco tempo depois, os médicos declararam que o menino estava morto - a causa da morte seria insuficiência respiratória, broncopneumonia e desidratação.

O corpo foi preparado para o sepultamento, com algodão sendo colocado no nariz e boca da criança, e envolto em um saco plástico específico para cadáveres. De acordo com o hospital, Kelvys passou cerca de três horas sem respirar. Para o velório, a família retirou os algodões e abriu o saco plástico.

Uma testemunha garante ter visto a criança se mexer durante o velório, o que fez com que o pai do menino e outras pessoas fizessem massagem cardíaca. O garoto cuspiu os restos de algodão que estavam em sua boca, sentou-se no caixão e pediu água. Os presentes entraram em pânico, a avó dele desmaiou. Kelvys foi levado ao hospital, onde chegou morto.

A Polícia Civil do Pará investiga as responsabilidades na primeira declaração de óbito. Os responsáveis pelo hospital informaram, em nota oficial, que o episódio só poderá ser escalrecido com a exumação do corpo do menino.

 VEJA A MATÉRIA AQUI: