FÃ DO HOMEM MORCEGO TRANSFORMA CARRO NO BATMOVEL EM MINAS

FÃ DO HOMEM MORCEGO TRANSFORMA CARRO NO BATMOVEL EM MINAS

Em Governador Valadares, Leste de Minas Gerais, um engenheiro civil, apaixonado pelo super-herói Batmam das histórias em quadrinho, personalizou seu carro no estilo batmóvel.

O homem por trás desta máscara é Dione Kuquer Saulo e como ele sempre é visto circulando por Valadares com o carro e a moto do Batman, já é reconhecido como o homem-morcego valadarense. “Sempre fui muito fã do Batman desde a minha infância e foi daí que surgiu a ideia de ter um carro personalizado como o batmóvel”, conta.

Paixão pelos veículos usados pelo Batman começou com miniaturas.  (Foto: Diego Souza / G1)Paixão pelos veículos usados pelo Batman
começou com miniaturas. (Foto: Diego Souza / G1)

O engenheiro de 35 anos encarna o herói nas horas vagas, mas a principal missão não é combater o crime e sim levar alegria às ruas. Segundo Dione, as pessoas prestam bastante atenção no carro quando ele desfila pelas ruas de Valadares.

“Chama muita atenção. Comprei esse carro há sete anos. É um modelo Celta 2003, que fui modificando ao longo dos anos. Conheci um rapaz que faz esse trabalho de tuning de carros e disse a ele que queria algo diferente, mas que lembrasse o batmóvel”.

A transformação do Celta no batmóvel custou mais do que o valor de mercado do carro. Rodas, painel, volante, capô, aerofólio, porta com abertura para cima, tudo foi modificado para que o carro ficasse semelhante ao carro do homem-morcego. “Eu já investi mais de R$ 20 mil. Sempre que surge uma ideia mando o carro para a oficina. Atualmente um carro desse simples, sem as mexidas que fiz, vale entre R$ 13 mil e R$ 14 mil".

Enfeite do bolo de casamento também revela estilo Batman. (Foto: Diego Souza / G1)Enfeite usado do bolo de casamento do casal
revela estilo Batman. (Foto: Diego Souza / G1)

Atenta a todos os detalhes está a mulher do batman, ou melhor de Dione Saulo. Ele garante que tem o apoio da mulher que também da sugestões de novos acessórios para o carro. “Enquanto muita gente acha que é loucura, ela me apoia. Sempre que ela vê algo na rua e imagina que ficaria bem no carro, ela me liga e me conta”, diz o batman valadarense.

O carro é tão eficiente que possui um dispositivo que o faz se mover sozinho. Mas toda essa efciência fez com que o “batmóvel” sofresse um pequeno acidente. “Eu acionei o dispositivo e infelizmente o carro bateu a frente em um guindaste que estava parado a frente, mas já vou mandar consertar”, garante.

Na moto, Batman se prepara para desfilar pelas ruas de Valadares. (Foto: Diego Souza/G1)Na moto, Batman se prepara para desfilar pelas
ruas de Valadares. (Foto: Diego Souza/G1)

Moto do Batman
Além do carro que usa no dia a dia, o batman valadarense tem uma moto que também sofreu modificações.

“Essa moto eu tenho há três anos. É uma CB 450 do ano de 1985 que eu paguei cerca de R$ 2.500. Desde então fui fazendo modificações e já investi mais de R$ 12 mil. Apenas o quadro e motor são originais”, revela Dione.

O engenheiro garante que os custos com a manutenção dos veículos são normais. “Os gastos maiores são apenas com as inovações que vou fazendo. A manutenção é a de praxe e faço periodicamente”.

Fantasia
Com carro pronto e a moto preparada, faltava um detalhe essencial: a fantasia do Batman. A indumentária foi confeccionada exclusivamente para uma festa temática, mas com o sucesso está quase se tornando uma peça do guarda-roupa diário de Dione.

Máscara, cinto, capa e botas, a caracterização é completa e em uma cidade onde os índices de violência são preocupantes, pode ser que o super-herói precise entrar em ação.

O homem-morcego valadarense tem 35 anos e é engenheiro civil. (Foto: Diego Souza/G1)O homem-morcego valadarense tem 35 anos e é engenheiro civil. (Foto: Diego Souza/G1)