LUIZ BACCI FICA FORA DA BAND MAS COM DINHEIRO NO BOLSO

Após cumprir apenas 10 de 42 meses de contrato, Luiz Bacci está praticamente fora da Band. O vínculo do apresentador, que trocou a Record pela Band em maio do ano passado, será rompido oficialmente nos próximos dias. A rescisão, antecipada pelo Notícias da TV na última segunda-feira, começou a ser negociada na manhã desta quarta (25) entre o jornalista e Diego Guebel, diretor-geral de Conteúdo. A assessoria de Bacci nega a rescisão, mas do lado da Band a decisão já está tomada. Falta agora negociar o valor da multa a ser paga ao apresentador, que continua no Café com Jornal durante mais alguns dias.

Para a emissora, é mais vantajoso pagar multa contratual do que manter profissionais subaproveitados. No caso de Bacci, a multa beira os R$ 10 milhões, de acordo com pessoas próximas ao apresentador. Por lei, a emissora tem que pagar metade disso, porém esse valor pode ser negociado entre as duas partes.

Se mantivesse Bacci contratado durante mais 32 meses, a Band desembolsaria uma soma superior a 10 milhões, considerando-se um salário mensal de R$ 300 mil. A Band teria oferecido a Bacci na reunião de hoje uma indenização de R$ 2 milhões a R$ 3 milhões.

Na última segunda-feira (23), a emissora anunciou o fim do Agora É Tarde. Quase toda a produção do talk show, com cerca de 40 profissionais, será dispensada. No próximo dia 2, dezenas de funcionários serão demitidos. A meta é reduzir os custos custos entre 5% e 6% para compensar a queda nas receitas publicitárias _o faturamento da Band ficou 20% abaixo da meta no primeiro bimestre.

Em maio do ano passado, Luiz Bacci surpreendeu ao deixar a Record, após cinco meses no comando do Balanço Geral SP, telejornal popular que vinha incomodando a Globo, impondo derrotas ao Vídeo Show. O "Menino de Ouro", que se projetara no Cidade Alerta, de Marcelo Rezende, tinha acabado de renovar contrato com a Record, mas a proposta da Band era muito mais vantajosa: ele ganharia quase o triplo (R$ 300 mil por mês) e comandaria dois programas, um diário e um game show aos domingos.

O dominical nunca saiu do papel. O diário, o Tá Na Tela, estreou em agosto e acabou em dezembro. O programa aumentou a audiência da Band entre 15h e 17h, mas era caro e dava prejuízo. Prevendo um 2015 difícil, a Band decidiu tirar o Tá Na Tela do ar e transferiu Bacci para o matinal Café com Jornal.

 

 

Fonte: Notícias da Tv