NAVE PROGRESS SE DESINTEGRA NA ATMOSFERA TERRESTRE

NAVE PROGRESS SE DESINTEGRA NA ATMOSFERA TERRESTRE

O cargueiro espacial não tripulado Progress se desintegrou por completo na atmosfera terrestre sobre o oceano Pacífico na madrugada desta sexta-feira (8), uma semana após os operadores russos perderem o controle da nave, informou a agência espacial russa.

"A nave Progress M-27M deixou de existir às 5h04 de Moscou (23h04 Brasília de quinta) de 8 de maio de 2015. Sua entrada na atmosfera ocorreu sobre a parte central do oceano Pacífico", revelou a Roskosmos em um comunicado.

A nave ficou visívem em várias partes do Brasil na quarta-feira (6). Nesta quinta-feira, a nave teria sido filmada cruzando o céu da Argentina por astrônomos amadores.

O acidente

Em 28 de abril, algumas horas depois do lançamento da Progress M-27, que seria acoplada à Estação Espacial Internacional (ISS), a nave de transporte de material e mantimentos deixou de responder aos engenheiros russos e começou a ter reações incontroláveis.

A agência russa ainda tentou fazer uma manobra para o pouso seguro da nave, o que não foi possível. A perda da nave de carga vai custar cerca de 500 milhões de euros, mas não põe em risco a tripulação da ISS, que tem reservas para vários meses. Uma nave de abastecimento Dragon, da empresa norte-americana SpaceX, deve chegar à ISS a partir de 19 de junho, levando mantimentos e outros materiais necessários para a vida no espaço.

Além do material, a Progress também transporta uma réplica da bandeira soviética que o Exército Vermelho hasteou em 1945, em Berlim. Ela seria utilizada pelos astronautas russos da ISS para celebrar o 9 de maio, data que marca a vitória aliada contra os nazistas na Segunda Guerra Mundial.

 

 

Fonte: UOL