OSCAR SCHIMIDT LUTA CONTRA O CÂNCER

O médico que acompanha o ex-jogador, Oscar Schmidt, Marcos de Queirós Teles Gomes, afirma que ele

realmente tem um câncer maligno no cérebro, mas que tem levado sua vida com tranquilidade e trabalhando.

Em conversa com O Fuxico, o neurocirurgião diz que Oscar está  fazendo sessões de radioterapia, por conta de

um aumento no tumor que ele tem desde 2011.

“Fizemos uma cirurgia nele em maio de 2011 e o tumor já era maligno, porém era grau 2. Seguimos a conduta

médica, realizando exames de imagem para acompanhamento. Em abril passado, uma ressonância apontou um

crescimento desse tumor, indo para grau 3. Foi quando decidimos operá-lo novamente”, disse Dr. Marcos de Queiroz.

Ainda de acordo com o médico, o tumor foi retirado e era bem mais agressivo, fazendo com que Oscar Schmidt

tenha de passar agora por sessões  de radioterapia, que podem evitar o alastramento da doença.

“Após a segunda cirurgia, vimos que sua malignidade havia aumentado, o que nos diz que ele se tornou mais

agressivo em termos de invasão cerebral. Depois da radioterapia ele passará por sessões de quimioterapia. Ele

está bem, suas funções cerebrais estão normais também e ele voltou a fazer atividades normalmente. O que nos

traz riscos, na verdade, é a resposta do tumor à quimioterapia, mas isso só vamos saber daqui a alguns meses.

O que posso dizer é que ele tem uma possibilidade de qualidade de vida para muitos anos, sem afetar as

funções do cérebro”, disse.

 

O neurocirurgião contou ainda que Oscar está muito otimista e que comparece ao hospital Sírio Libanês,

diariamente, para dar continuidade a seu tratamento.

Marcos de Queirós Teles Gomes afirmou que Oscar o autorizou falar sobre o assunto, pois sabe que não daria

conta de atender a quantidade de jornalistas que o procuraria. E também que estava preocupado se poderia ou

não marcar presença na premiação do Hall da Fama da Federação Internacional de Basquete (FIBA), marcado

para setembro, nos Estados Unidos.

"A preocupação dele era saber se estaria bem para comparecer à cerimônia. Eu disse que, mesmo que o tumor

estivesse num grau 4, o mais severo, ele poderia participar da cerimônia sim”, concluiu.

Carreira


Oscar, também chamado de Mão Santa, é recordista mundial de pontuação no basquete, com 49.703 ponto. Foi

o cestinha de 3 das 5 olimpíadas que já participou e é especialista em arremessos de 3 pontos.

Participou de todas as Olimpíadas que aconteceram entre 1980 e 1996.Em 1987, foi o a chave para a vitória do

Brasil em cima dos Estados Unidos na final do Pan de Indianópolis.

Atuou por 11 anos na Itália, batendo dois recordes: 13 957 pontos na liga local e 66 numa só partida, jogando

pelo Fernet Branca (Pavia).

Em 1997 tornou-se Secretário Municipal de Esportes de São Paulo e em 1998 candidatou-se ao Senado pelo

Partido Popular Brasileiro (PPB), mas não se elegeu.

Em junho de 1999 fechou contrato de três anos com o Flamengo, do Rio de Janeiro.Em junho de 2004, fez sua

despedida oficial das quadras.

Atualmente Oscar ministra palestras em todo país, contando um pouco de sua experiência como jogador e seu

trabalho em grupo.