RATINHO E SBT SÃO CONDENADOS A INDENIZAR MULHER POR DANO MORAL

RATINHO E SBT SÃO CONDENADOS A INDENIZAR MULHER POR DANO MORAL

O apresentador Ratinho e o SBT foram condenados pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a indenizar uma mulher por uma declaração feia no programa em 2007. 
A ganhadora do processo estava sendo mantida refém pelo marido. "Utilizando-se de expressões como "tchaca tchaca na butchaca" e "tapa na barata", o apresentador sugeriu, em rede nacional, que a mulher gostava de ser maltratada, aproveitando-se daquela situação repugnante para obter prazer sexual. Era mesmo o caso de condenar os réus ao ressarcimento de cunho moral", afirmou o desembargador Ramon Mateo Júnior, responsável pelo caso. 


A emissora e o apresentador ainda recorreram da indenização imposta de R$ 41,5 mil, alegando que não houve prejuízo moral à mulher.