VEJA ALGUNS TRUQUES PARA MELHORAR O SINAL DO WI-FI EM SUA CASA

VEJA ALGUNS TRUQUES PARA MELHORAR O SINAL DO WI-FI EM SUA CASA

Você tem uma rede de internet sem fio em casa, mas não consegue acessá-la na sala de estar? O computador fica lento demais em determinado cômodo do domicílio?

Problemas assim são muito comuns. No entanto, é possível melhorar a cobertura da rede doméstica fazendo algumas mudanças e revendo algumas decisões tomadas para preparar a conexão.

Aqui estão alguns conselhos que você pode adotar para melhorar o acesso Wi-Fi na sua casa.

1) Confira se o roteador está em um lugar adequado

Faz alguns anos que você instalou a rede de internet sem fio na sua casa, mas é preciso parar e analisar qual é o melhor lugar da sua casa para colocar o roteador.

Talvez você tenha escolhido um canto meio escondido para não interferir muito na decoração da casa nem na disposição dos móveis.

Thinkstock
Os obstáculos interferem na qualidade do sinal



Mas o roteador funciona com ondas, como as de rádio ou as do seu celular, ou seja, qualquer obstáculo no meio do caminho - uma cortina, um livro etc. - pode interferir na sua cobertura.

A melhor estratégia é colocá-lo em um lugar alto, pois assim o sinal se expande para baixo e para os lados e ele fica livre de objetos ao redor.

Como o sinal se espalha em todas as direções, o melhor é colocar o roteador no centro do cômodo. Também é importante que você o coloque no local da casa onde mais irá utilizá-lo.

Alguns dispositivos, como telefone sem fio e microondas, podem interferir no sinal, por isso o ideal é não colocar o roteador perto desses itens.

 

2) Mudança de canal

É possível que, se você é o único da vizinhança com uma rede Wi-Fi no seu prédio, seu sinal seja bom. Mas, sendo realista, isso é muito pouco provável. Muita gente tem conexão de internet sem fio atualmente e, com certeza, a sua rede está funcionando no mesmo canal que a de alguns dos seus vizinhos.

Thinkstock
Se a casa for grande, é possível que o sinal não chegue a todos os cômodos

 

Fazendo algo simples - escolher o canal que está mais livre -, você pode melhorar muito a cobertura do seu Wi-Fi.

Existe uma variedade de aplicativos que te permitem saber qual canal você deve escolher.

Um dos mais usados é o WiFi Analyzer, para Android, que proporciona gráficos para ver qual canal está utilizando cada roteador para depois recomendar os melhores.

Para mudar o roteador de canal, você pode perguntar à empresa fornecedora do roteador ou usar o manual de instruções, se o aparelho for seu.

3) Proteja-se dos ladrões

Se, apesar de tudo isso, sua rede continuar funcionando com lentidão, pode ser que estejam "roubando" seu Wi-Fi.

Thinkstock
Sua rede também pode estar sendo 'roubada' pelos vizinhos



Para verificar isso, você pode usar alguns dos programas ou aplicativos que existem no mercado para indicar quais dispositivos estão conectados à sua rede em um determinado momento.

Se houver alguém usando sua rede, você deve ir às configurações do seu roteador para bloquear o acesso e limitar quem pode se conectar ao seu Wi-Fi por meio do MAC (controle de acesso à mídia) - para fazer isso, existem muitos tutoriais disponíveis na internet.

Outra coisa que você deve fazer é mudar a sua senha imediatamente.

O melhor é sempre combinar letras e números e evitar senhas óbvias, que, apesar de fáceis de lembrar, são muito simples para que outros possam roubar.

 

4) Melhore o alcance do seu roteador

Se você já tentou todas as opções anteriores e não conseguiu solucionar o problema, talvez não reste outra alternativa que não a de instalar um dispositivo adicional - especialmente se você vive em uma casa com vários pisos ou paredes muito grossas.

Thinkstock
Instale um repetidor para aumentar o alcance do sinal



A primeira opção são os repetidores de Wi-Fi, que se conectam ao roteador por meio de um cabo Ethernet e reenviam o sinal a dispositivos mais remotos.

Esses repetidores devem estar sempre conectados por cabo com o roteador, o que pode causar uma inconveniência.

Por isso outra opção seria utilizar um dos chamados dispositivos PLC, ligados ao cabeamento da rede elétrica.

 

 

 

Fonte: UOL